Existe um futuro preto e ele não se constrói sozinho
Existe um futuro preto e ele não se constrói sozinho
Festival Feira Preta 2021/Destaque /As Pílulas de Cultura estão de volta, dia 26 de Maio no CCSP

As Pílulas de Cultura estão de volta, dia 26 de Maio no CCSP

As Pílulas de Cultura estão de volta, dia 26 de Maio no CCSP

Instituto Feira Preta e Centro Cultural São Paulo, apresentam:

Pílulas de Cultura Feira Preta

O Projeto traz literatura, debates e música no palco do Centro Cultural São Paulo

Durante o mês de maio a comunidade negra lembra os 125 anos de Abolição da Escravatura. Para refletir sobre o tema e discutir questões atuais que interessam a toda a sociedade o evento PILULAS DE CULTURA FEIRA PRETA organizou o encontro “Passados 125 anos de Abolição. E agora, o que somos? O evento acontece dia 26 de maio, das 16h às 20h, no Centro Cultural São Paulo (R. Vergueiro nº 1000). Como atrações, rodas de conversa com Matilde Ribeiro e Cidinha Silva, performance poética com Manu Réu e, para fechar, show musical com os Meninos do Barro Vermelho. Durante o encontro, os selos de literatura negra Literatura Suburbana e Quilombhoje vão expor suas publicações.

Este será apenas o primeiro evento do ano das Pílulas, que segue até novembro de 2013, sempre com um encontro marcado para o último domingo do mês com temas variados Os ingressos para todos os eventos são gratuitos.

As Rodas de Conversa – Horário: das 16h às 17h30

As Rodas de Conversa são oportunidades de debates e aprofundamento de assuntos relacionados à cultura negra e uma  ótima chance de ouvir e conversar com importantes personalidades desse universo. As convidadas são: Matilde Ribeiro, doutoranda em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Matilde foi Ministra da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial(SEPPIR), de 2003 a 2008. Atualmente é subsecretária adjunta da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial do Município de São Paulo. Cidinha Silva, escritora, blogueira e autora de “Oh, margem! Reinventa os rios!” e “Os nove pentes d’África”, entre outras publicações, é Representante da Fundação Cultural Palmares / São Paulo.

Perfomance Poética – Horário: das 17h30 às 18h

Israel Neto ou Mano Réu é Rapper, Escritor e Produtor Cultural  idealizador do Coletivo Literatura Suburbana que trabalha com a Cultura Hip Hop. A intervenção trás uma proposta musical e Poética referente ás tradições culturais afro brasileiras. O recital é formado de sete poemas e textos de autoria de Israel Neto e dos poetas Solano Trindade e Luis Gama. Os poemas serão recitados e acompanhados de performance e música. A proposta do recital é trazer o ouvinte para o vasto universo afro brasileiro, trazendo questões e reflexões sobre a infância, arte, periferia, racismo, orgulho, afirmação e luta do povo negro.

Show musical – Horário: das 18h às 19h30

O espetáculo musical do dia fica por conta dos Meninos do Barro Vermelho. Sua carreira Iniciou-se no terreiro, dentro da casa de axé, à sombra de uma mangueira, onde tocava-se o samba de roda nos festejos públicos realizados no terreiro. O povo acompanhava o “Semba” em coro, com palmas e performances de danças, dando corpo às canções dentro da roda. O nome do grupo veio da inspiração do ato de amassar o barro vermelho provém da mescla das manifestações afro, ressaltando assim o samba duro do recôncavo baiano, que em suas inúmeras variantes exalta nossas raízes profundamente, resgatando e trazendo vivências cotidianas.

A sonoridade dos Meninos do Barro Vermelho é calcada numa mistura entre o ritmo dos atabaques do candomblé e o samba duro dos tambores, e a potência das vozes, segue desta maneira, portanto promovendo e divulgando a cultura afro-brasileira aliando-se ao propósito de compartilhar e ser ferramenta de identidade. Ferramenta esta com o objetivo de promover a cultura afro-brasileira nos seus mais diversos caminhos musicais, visando assim dentro de um universo sonoro abrangente alcançar todos os povos e culturas para que sintam, reflitam e dispam-se de preconceitos,  baseados em pesquisas teóricas e práticas, nas vertentes do Samba Duro Baiano, Samba Chula, agregando (ou passeando) pelos sambas rurais paulistas e cariocas.

Serviço

PILULAS DE CULTURA FEIRA PRETA – “PASSADOS 125 ANOS DE ABOLIÇÃO. E AGORA, O QUE SOMOS?

Dia: 26 de maio de 2013

Horário: das 16h às 20h

Local: Centro Cultural São Paulo, Sala Adoniran Barbosa

Endereço: Rua Vergueiro, 1000, Liberdade (11) 3397-4002

ENTRADA FRANCA

Classificação etária: livre

Programação:

16h 00: Roda de Conversa: Cidinha Silva e Matilde Ribeiro

17h 30 – 18h 00: Intervenção Literatura Suburbana – Israel Neto

Francisco (Manu Réu)

18h 00 – 20h: Apresentação Meninos do Barro Vermelho

Próximas datas das Pílulas de Cultura Feira Preta:

30/junho

28/julho

25/agosto

29/setembro

27/Outubro

24/Novembro

No Comments

Leave a Reply